Dec 10, 2010

Curiosidades sobre conexões à internet

Eu sempre ouvi muitas histórias sobre o acesso a internet em outros países. As histórias sempre foram muito absurdas, mas muitas pareciam reais. Depois de viver fora eu pude confirmar alguns fatos que gostaria de compartilhar aqui:
  • A internet no Brasil é cara;
  • A banda fornecida está abaixo da de países desenvolvidos;
  • Os modems oferecidos aqui são extremamente simples;
Mas há uma coisa que pode te deixar mais tranquilo: o custo da internet não é tão alto se comparado com o da telefonia e da TV a cabo. Deixando o sensacionalismo de lado, vamos analisar o que é oferecido na França. Lá, eu conheci algumas operadoras e pelo que notei, a velocidade ia até 20Mbps (em meados de 2009), enquanto no Brasil os provedores ofereciam velocidades de até 10Mbps. Se analisarmos pela velocidade máxima, não seria nada mal para um país emergente. Errado! No Brasil, são poucas as cidades que possuem bandas como esta. Mesmo nos estados do Sudeste, que possuem uma densidade populacional maior, dá para se contar nos dedos as cidades com tais serviços. Em Minas Gerais, por exemplo, a segunda maior cidade do estado, Uberlândia, passou a oferecer esta velocidade em meados de 2010. Na França, é praticamente impossível não assinar o trio telefone, internet e TV. Os planos que encontrei com apenas um dos serviços custavam praticamente o mesmo tanto. Devo alertar também, que o uso do telefone é ilimitado, tais como nos planos que estão sendo vendidos atualmente no Brasil. Para oferecer estes serviços as operadoras francesas oferecem um único aparelho que recebe o sinal e distribui para sua TV, telefone e para outros aparelhos via rede com fio (ethernet para os mais íntimos) e sem fio. São os famosos boxes. Mesmo assim, paga-se por mês cerca de 30€ pelo trio. Em valores de hoje, R$67. Entretanto, devo lhes informar que para um habitante françês, gastar 30€ é como gastar R$30. Exemplos: uma garrafa de água custa 1€ e uma baguete custa pouco mais de 1€. Segundo as operadoras, o maior problema do custo no Brasil está relacionado aos impostos. Então vamos considerar o pior caso: na França não se paga impostos por este tipo de serviço. Sendo assim, podemos comparar com as taxas cobradas por aqui. Na minha conta vem descrito que 25% do valor são impostos. Sendo assim, o trio telefone, internet e TV deveria custar: R$67 x 125% = R$83,75. Agora eu lhe pergunto: considerando apenas os serviços de telefonia e internet, você é capaz de encontrar algum plano por aqui que tenha um custo próximo deste com uma velocidade de internet razoável? Em Belo Horizonte eu posso afirmar que não. Os planos mais aceitáveis custam R$110 e oferecem ligações locais ilimitadas e internet de 3Mbps. Se você acrescentar o plano mais simples de TV, o custo sobre para R$150. Um valor correspondente a 224% pago pelos franceses. Seria isso tudo imposto ou apenas lucro das operadoras? Será que empresas como estas realmente merecem o investimento da sociedade (via governo) para bancar seus investimentos em tecnologia? Era isso que as empresas queriam para participarem do Plano Nacional de Banda Larga. Para os interessados em saber mais, recomendo a visita ao site da operadora Orange.